Tamanho da fonte:

Uma das coisas que mais me fortalece na vida é a fé em Deus. Quem me introduziu na religião foi minha mãe. Todos os domingos, ela me levava à missa, quando eu era criança. Depois do nascimento dos meus irmãos, minha mãe não continuou com o ritual dominical, pois não tinha com quem deixar os filhos. Em casa, não havia dinheiro para pagar uma babá. Mesmo sem ela, continuei indo à missa. Estava com mais ou menos oito anos. Caminhava muito. A igreja não era tão próxima de casa.

O hábito religioso solidificou minha fé, que se fortaleceu ainda mais com o passar do tempo. Em especial, nos períodos de grandes dificuldades, que só superei porque Deus ajudou. Eu sabia que naquela situação Ele estava comigo, ao meu lado. Foi o que senti quando fiquei preso no cativeiro quando fui sequestrado. Ali aconteceu uma intervenção divina. O episódio não aumentou ou diminuiu o tamanho da minha fé, mas reforçou muito.

Fé e espiritualidade são questões pessoais. A crença se manifesta de maneira diferente para cada indivíduo. Existe uma espécie de afinidade que leva às pessoas a escolher um determinado ritual para entrar em contato com o que existe além da materialidade. Eu, por exemplo, sou devoto de Santa Rita de Cássia e de Nossa Senhora de Fátima. Todos os anos visito as igrejas de Cássia, na Itália, e de Fátima, em Portugal. Também, continuo frequentando a missa aos domingos. O que me faz muito bem.

Costumo conversar com Deus. Mas eu sigo um ritual. Antes de fazer um pedido, eu sempre me pergunto: “O que eu estou pedindo é justo?”, “Eu já fiz a minha parte?”. Só assim sigo com minhas orações. Peço que Ele dê saúde, que proteja a mim e a minha família. Nos negócios, peço a Deus que ilumine meu caminho. O restante é por minha conta.

Existem várias formas de desenvolver a fé. A maneira mais comum é por meio da persistência, da constância. Outra forma bastante conhecida, a meditação, por exemplo, também estimula e exercita a espiritualidade. Existem inúmeras ferramentas – crenças, rituais, atitudes – que fazem você se aproximar de Deus. Não tem caminho errado ou certo. Todos eles levam a Deus. É isso que importa.