Tamanho da fonte:

Suplementos de óleo de peixe, que são vendidos no mercado como agentes contra o envelhecimento, não possuem a mesma eficiência como os consumidos in natura, segundo pesquisadores. Sabe-se que ingerido por meio de alimentos como o salmão, é uma substância com benefícios comprovados para o organismo. Em particular confere proteção ao sistema cardíaco (baixa o colesterol e o triglicérides, por exemplo) e possui efeitos anti-inflamatórios.

Uma pesquisa com roedores submetidos à dieta de peixe in natura já havia comprovado esse fato. A alimentação enriquecida poderia aumentar o tempo de vida, uma vez que afetou os processos de inflamação e oxidação.

Os pesquisadores do Instituto Nacional do Envelhecimento, nos Estados Unidos, resolveram testar as drágeas de peixe. Adicionaram-nas à dieta de um grupo de camundongos de mesma idade e geneticamente heterogêneos. A suplementação em doses altas ou baixas não afetaram o efeito sobre o tempo de vida das cobaias, machos ou fêmeas, apesar dos comprovados benefícios no combate às doenças relacionadas ao envelhecimento.

Leia a pesquisa completa aqui.

Fonte: Impact Journals, LLC
Síntese: Equipe Plenae