Tamanho da fonte:

Você já se sentiu preso em sua rotina, como um hamster correndo em uma roda? Mesmo que você esteja feliz com o seu cotidiano, as tarefas diárias podem fazer com que deixemos de enxergar a beleza da vida e valorizar os aspectos que realmente importam. Viajar, seja por algumas horas para fora da cidade, seja por bastante tempo para um país distante, promove benefícios para a saúde mental e para a vida pessoal e profissional. Conheça seis deles.

Cultivar a tolerância
Ao sair de casa, você é empurrado para fora de sua zona de conforto. Seu explorador interior vai visitar prédios icônicos, provar comidas, conhecer culturas, praticar idiomas e aprender a aceitar uma cultura diferente. Como resultado, você retorna do passeio com uma visão ampliada do mundo e, possivelmente, mais tolerante.

Comunicar-se
Viajar nos obriga a aprender a se locomover, comunicar-se e comportar-se em outras culturas. Para passear, precisamos pedir instruções, falar com o agente no balcão da companhia aérea e negociar com comerciantes locais. Você pode se surpreender com o aprendizado que essas conversas lhe trarão.

Fortalecer relacionamentos
Viajar ensina muito sobre si mesmo e também sobre o seu parceiro (ou parceiros) de estrada. Com família, amigos ou cônjuge, dividimos as alegrias e percalços da jornada. O vínculo pode se fortalecer, ou mesmo se romper, durante o tour.

Trazer felicidade
As pessoas ficam mais felizes quando planejam férias, segundo um estudo da Universidade de Surrey, na Inglaterra. De acordo com a pesquisa, os indivíduos também se sentem mais positivos sobre sua saúde, situação financeira e qualidade de vida em geral ao programar uma viagem.

Aliviar o estresse
Longe de casa, esquecemos das nossas tarefas diárias e nos concentramos no momento presente. Ter uma pequena lista de atividades divertidas no roteiro de viagem pode promover experiências inesquecíveis.

Aumentar a criatividade
A criatividade está diretamente relacionada à neuroplasticidade, isto é, a capacidade do cérebro de criar novas conexões neurais. Ao mudar de ambiente, podemos formar novos caminhos neuronais, aumentando a criatividade.

Leia o artigo completo aqui.

Fonte: Kristen Fuller
Síntese: Equipe Plenae