Tamanho da fonte:

Os benefícios atribuídos à atividade física já são amplamente conhecidos. Mas um novo estudo publicado no periódico Jama Network Open revelou que o sedentarismo é mais maléfico para a saúde do que o tabagismo.

Pesquisadores da Clínica Cleaveland, nos Estados Unidos, analisaram os dados de 122 mil pacientes entre 1991 e 2014, comparando o desempenho dos voluntários em testes na esteira e suas taxas de mortalidade. Eles descobriram que há uma clara conexão entre uma vida e saudável e um alto nível de exercícios.

De acordo com o estudo, quanto mais alta a capacidade cardiorrespiratória da pessoa, maior sua longevidade. “Ter um desempenho ruim em um teste de esforço físico é mais prejudicial à saúde do que ser hipertenso, diabético ou fumante”, afirmou à rede CNN Wael Jaber, coautor da pesquisa.

Leia a reportagem completa aqui.

Fonte: Wayne Drash
Síntese: Equipe Plenae